Volta da Cide e mais anidro na gasolina podem firmar preço, diz Cepea

etanol-combustível-postoO mercado de etanol, que tem enfrentado dificuldades econômicas desde 2008, aposta em alguma melhora para 2015. Representantes do setor consultados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) estimam a volta do diálogo com o governo federal e a definição de uma política de longo prazo.

De imediato, entre as ações aguardadas, estão o aumento do percentual de etanol anidro à gasolina e a reintrodução da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), que elevaria o valor da gasolina C e, consequentemente, ampliaria a competitividade do etanol hidratado, que é usado diretamente no tanque dos veículos, conforme relatório do Cepea.

Nesse mesmo contexto, os preços do anidro e do açúcar ganhariam algum impulso. As seguidas desvalorizações do petróleo, no entanto, podem comprometer a eficácia dessas medidas à “saúde” do setor. O aumento da mistura de etanol anidro na gasolina, dos atuais 25% para 27,5%, também deve ser um fator de apoio aos preços, de acordo com o Cepea. O governo está em fase final de estudos sobre a viabilidade dessa medida.

Outra mudança aguardada por agentes é a redução do ICMS cobrado sobre o hidratado em Minas Gerais, de 19% para 14%, que tornaria o biocombustível mais competitivo no Estado, que é o terceiro maior produtor de hidratado do país.

(Fonte: Valor Econômico)

X