Visita de Dilma ao Nordeste terá manifestação de produtores

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

img4916

Na última quarta-feira (23/1), produtores de cana-de-açúcar de seis estados nordestinos que sofrem com as perdas de até 35% nos canaviais em função da seca, decidiram realizar um protesto durante a visita da presidente Dilma Rousseff,ao estado de Pernambuco, no dia 18 de fevereiro. A principal reivindicação é a reedição emergencial do Programa de Subvenção da Atividade Canavieira do Nordeste. Os produtores pleiteiam o reajuste do valor do subsídio econômico de R$ 5,00 para R$ 10,00 por tonelada de cana fornecida durante o exercício 2011/12, bem como o pagamento adiantado do subsídio em razão das perdas anunciadas.

O objetivo é reunir milhares de agricultores dos estados da Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte, Sergipe e de Pernambuco para a manifestação. “Estamos nos movimentando contra a ausência de políticas públicas do governo para combater os efeitos da seca no campo. Todos os estados produtores estão sofrendo com essa queda que já chega a mais de 35%. O governo precisa fazer algo porque essa é uma crise que se refletirá na economia nacional, já que o setor canavieiro no Nordeste reúne cerca de 21 mil produtores e emprega mais de 90 mil trabalhadores rurais”, disse o presidente da Asplan, Murilo Paraíso.

O programa de subvenção econômica consiste em o governo federal liberar para cada fornecedor R$ 5,00 por tonelada de cana fornecida às unidades industriais durante a safra, atingindo até 10 mil toneladas por produtor. Somente para a Paraíba o Governo Federal destinou R$ 5,6 milhões a título de subvenção no ano passado. “Esses recursos foram importantes, mas não cobriram os prejuízos, daí a necessidade da subvenção continuar”, finaliza o representante.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.