Venda de hidratado pelas usinas paulistas é a segunda maior desde 2002

Foto: Unica/Divulgação

O volume de etanol hidratado comercializado pelas unidades produtoras no Estado em São Paulo na primeira semana de outubro foi o segundo maior desde 2002, quando o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, iniciou sua série histórica.

O desempenho de vendas do biocombustível na primeira semana de outubro ficou atrás somente do período finalizado em 9 de novembro de 2007.

Leia também:

Aumento de água nos reservatórios faz PLD cair 16%

A quantidade de combustível negociado no período ficou 54% acima da verificada na última semana de setembro e 56,2% superior à da primeira semana de outubro de 2017.

Esse cenário, de acordo com levantamento do Cepea, esteve atrelado à maior demanda, que segue aquecida no mercado brasileiro, especialmente devido ao elevado preço da gasolina.

Na semana passada, especificamente, a procura se aqueceu ainda mais, tendo em vista a proximidade do feriado de 12 de outubro.

Entre 1º e 5 de outubro, o Indicador Cepea/Esalq do etanol hidratado (estado de São Paulo) subiu 4,63%, fechando a R$ 1,7894/litro.

No caso do etanol anidro, o Indicador Cepea/Esalq fechou a R$ 1,9193/litro, aumento de 3,24% comparativamente ao da semana anterior.

X