Valor para venda de MWh no spot é o mais baixo em 4 anos

O Preço da Liquidação das Diferenças (PLD), cujo valor serve como teto para a comercialização de energia elétrica feita da cana-de-açúcar no mercado spot, tem em fevereiro a média mais baixa dos últimos quatro anos. 

O bagaço é a principal fonte das usinas de cana para gerar energia elétrica
O bagaço é a principal fonte das usinas de cana para gerar energia elétrica

Em fevereiro deste 2016, a média do PLD ficou em R$ 30,42/MWh no submercado Sudeste/Centro-Oeste do país, segundo a gestora do indicador, a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Segundo a CCEE, o PLD com valor inferior ao de fevereiro só foi registrado em janeiro de 2012, quando ficou em médios R$ 23,14/MWh no Sudeste/Centro-Oeste do país.

A queda sucessiva do valor do PLD é explicada pelo aumento da oferta de água nos reservatórios das hidrelétricas, principais geradoras de energia elétrica do país.

 

Conforme a avaliação da CCEE sobre a quarta semana de fevereiro último:

1 – as afluências esperadas para o Sistema foram reduzidas para 89% da Média de Longo Termo (MLT), contra os 91% anteriores, permanecendo acima da média apenas no Sul (155% da MLT), que ainda sofre o efeito e é beneficiada pelo fenômeno El Niño.

2 – As ENAs projetadas para o Nordeste subiram de 82% para 88% e caíram no Sudeste (87% para 85%) e Norte (85% para 73% da MLT).

3 – A manutenção das altas afluências esperadas para as próximas semanas no Sul mantém o preço mínimo na região e também nos submercados Sudeste/Centro-Oeste e Norte.

4 – Os níveis dos reservatórios do SIN ficaram aproximadamente 1.700 MWmédios acima do esperado, elevação observada em todos os submercados, exceto no Norte (-630 MWmédios) em função do aumento do envio de energia para o Sudeste. Nas demais regiões, as elevações foram de 1.830 MWmédios no Sudeste e 520 MWmédios no Nordeste, sendo que no Sul não houve alteração.

 

 

X