Valor médio do PLD sobe 34% em uma semana

O valor médio do megawatt-hora (MWh) pelo Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) sobe 34% em uma semana. A alta vale para os chamados submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul.

Na semana entre 26/01 a 01/02, o valor médio do PLD em MWh valia R$ 337,10 e na atual, válida entre 2 e 8/02, vale R$ 451,57.

No submercado Nordeste, o preço subiu 3% ao ser fixado em R$ 141,05/MWh, enquanto o PLD no Norte voltou ao piso de R$ 42,35/MWh.

O submercado Sudeste/Centro-Oeste concentra a maioria das térmicas movidas a biomassa de cana-de-açúcar.

Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE),  a principal responsável pela variação do valor médio do PLD é a alteração na estimativa de afluências que estão previstas em 62% da Média de Longo Termo (MLT) para o Sistema Interligado Nacional (SIN) em fevereiro.

Leia também:

Exemplos de acionamentos hidráulicos em usinas

Segundo a CCEE, foi registrada redução no volume de água que deverá chegar aos reservatórios das hidrelétricas, principais responsáveis pela geração de energia elétrica do país.

Uma das variáveis que refletem o volume de água é a Energia Natural Afluente (ENA), que registrou redução para todos os submercados, com índices em 63% no Sudeste, 75% no Sul, 16% no Nordeste e em 82% da média histórica no Norte.

Consumo maior

Conforme a Câmara de Comercialização, para a próxima semana a expectativa é que a carga (que representa a soma do consumo e de perdas na rede elétrica)  prevista fique em torno de 690 MWmédios mais alta, com elevação esperada em todos os submercados: Sudeste (+190 MWmédios), Sul (+275 MWmédios), Nordeste (+120 MWmédios) e Norte (+105 MWmédios).

Já os níveis dos reservatórios do SIN ficaram cerca de 2.180 MWmédios mais baixos frente à última expectativa.

A redução foi verificada em todos os submercados, exceto no Norte, cujos níveis ficaram cerca de 310 MWmédios mais altos. As reduções foram de 1.630 MWmédios no Sudeste, 705 MWmédios no Sul e de 155 MWmédios no Nordeste.

X