Valor da produção paulista cresce 20%

O valor da produção agropecuária do Estado de São Paulo atingiu R$ 20,93 bilhões em 2002, apresentando crescimento nominal de 20,64% em relação ao ano 2001, segundo estudos do IEA (Instituto de Economia Agrícola), da secretaria estadual de Agricultura. Em termos reais, deflacionando os preços pelo IPCA médio de 2002, o crescimento foi de 11,24%. É a maior expansão desde 1996, de acordo com o IEA.

Quase todos os grupos de itens (produtos para a indústria, frutas frescas, grãos e fibras e olerícolas) apresentaram crescimento físico de produção e no valor da produção. A exceção ficou para os produtos de origem animal, com uma redução de 2,34% na produção estadual.

No agregado, verifica-se que o aumento no valor da produção da agropecuária paulista se deveu a um aumento de 3,68% na produção física e de 18,58% nos preços recebidos, em valores nominais.

A cana-de-açúcar continuou como o principal produto agrícola do estado, com uma participação em 2002 de 28,26% no valor da produção total. Em seguida vem a carne bovina, com 16,10% e a laranja (indústria e mesa), com 15,57%;

X