Utilização da Internet no campo cresce 27%

A utilização da Internet pelos produtores rurais paulistas aumentou 27% entre junho de 2002 e o mesmo mês do ano anterior. No Brasil, a participação de agricultores que utilizam a Internet não ultrapassa 4%.

É o que mostra o estudo inédito “Acesso do setor rural à Internet no Estado de São Paulo”, da pesquisadora do Instituto de Economia Agrícola (IEA), São Paulo, Vera Lúcia Ferraz dos Santos Francisco.

Com base em levantamento IEA/CATI, o trabalho mostra que proprietários paulistas de 23.669 unidades de produção agropecuária (UPAs) declararam usar a Internet em suas atividades (8,5% do total dos imóveis rurais e 24% da área plantada).

As estimativas para novembro de 2000 e junho de 2001 apontavam acréscimo de 73% em apenas sete meses. Os maiores usuários da Internet, tendo por base imóveis rurais, foram os produtores de algodão (14%), soja (13%), cana-de-açúcar (12%) e laranja (10%).

Já por área cultivada e produção, as UPAs de café aparecem em primeiro lugar, com 38% (nos dois casos), seguidas das de laranja (30% e 32%, respectivamente), cana-de-açúcar (27% para ambos) e milho safrinha (26% e 29%).

Custo compatível

Para estimular a adoção da Internet no campo, o estudo sugere eventos de difusão dessa tecnologia, condições favoráveis para a compra do equipamento, melhoria da infra-estrutura de telecomunicações, custo de acesso compatível com a renda e criação de centros rurais para acesso à rede.

X