Usinas Itamarati é a Empresa do Ano em Responsabilidade Social

A UISA (Usinas Itamarati) foi escolhida a Empresa do Ano em Responsabilidade Social, prêmio concedido pelo conselho de notáveis do MasterCana Social, celebrado na ocasião do Prêmio MasterCana Brasil 2008, realizado dia 28 de outubro, em São Paulo, SP.

O prêmio foi entregue à presidente do Conselho de Administração da UISA, Ana Cláudia de Moraes Tamer. Produtora de açúcar, etanol e energia elétrica, a Itamarati assumiu o compromisso de ser rentável e competitiva, gerando lucro e agregando valor aos acionistas. Simultaneamente, incorpora as dimensões da sustentabilidade, trabalhando como agente de evolução socioambiental.

Localizada em Nova Olímpia, MT, a empresa tem capacidade para moer 6,3 milhões de toneladas de cana por ano. Com auto-suficiência energética, a Usinas Itamarati tem capacidade para produzir 36 MW/h de energia a partir do bagaço da cana, uma fonte limpa e renovável.

A colheita mecanizada atinge 93% do total de cana colhida, sendo 90% de cana crua. Com estes percentuais, a empresa apresenta um dos maiores índices do setor sucroenergético. Atualmente a prática da fertirrigação é aplicada em 30 mil hectares e o plantio mecanizado é feito em 50% da área plantada.

A Itamarati emprega cerca de 3,8 mil pessoas durante o período de safra, além de investir em qualidade de vida, segurança e capacitação, visando o desenvolvimento humano e o crescimento profissional.

O título de Empresa do Ano em Responsabilidade Social é um privilégio concedido às empresas que se inscreveram em pelo menos cinco, das nove categorias do MasterCana Social, mesmo que não tenha siso vencedora nas categorias inscritas.

Nesta condição, concorrem as usinas Itamarati, Alvorada e NovAmérica. Os trabalhos inscritos serão divulgado pelo JornalCana e farão parte de um relatório de sustentabilidade a ser elaborado pelo Gerhai.

MasterCana Social

O Prêmio, promovido pelo Gerhai (Grupo de Estudos em Recursos Humanos na Agroindústria) e pelo JornalCana, tem por objetivo incentivar, reconhecer e premiar práticas de gestão de pessoas e responsabilidade sócio-ambiental de empresas do setor sucroenergético, que contribuam para a promoção do bem-estar social e do desenvolvimento sustentável.

O prêmio contou com a indicação de 51 cases de 15 empresas. Os temas foram analisados por comissões julgadoras formadas pelos grupos técnicos e comissões de trabalhos do Gerhai, que selecionaram 25 cases. O vencedor de cada categoria foi indicado por um Conselho dos Notáveis, formada por:

– Erotides Gil, diretor executivo do Gerhai

– Francisco Paternostro, do CTC (Centro de Tecnologia Canavieira)

– Jorge Ruivo, da Wiabiliza Empresarial

– Josias Messias, presidente da ProCana

– Leandro Sanches Ferreira, representante da Udop (União dos Produtores de Bioenergia)

– Mario Bittencourt, da BBCA Consultores Associados

– Pascoal Muniz, consultor independente

X