Usinas indianas devem US$ 135 milhões a fornecedores de cana

Usinas da maior regão canavieira da Índia somam mais de dois anos de dívidas com fornecedores de cana-de-açúcar.

As dificuldades produtivas locais e a falta de planejamento financeiro resultaram no pior cenário da agroindústria canavieira indiana.

Com usinas de capital público a algumas privadas, Estado de Maharashtra enfrenta sérios problemas com a falta de pagamento de fornecedores de cana.

Entenda:

O endividamento de usinas com fornecedores de cana somou neste mês 135,5 milhões de dólares. Montante que se alonga desde 2014.

Com a cadeia produtiva enfraquecida, a produção da commodity está comprometida este ano no país. Segundo informações da Bloomberg, a Índia precisará importar a maior quantidade de açúcar registrada nos últimos sete anos.

No início do ano, a Indian Sugar Millls Association (Isma) estimava exportar um milhão de toneladas de açúcar refinado e dois milhões de toneladas de açúcar demerara.

Leia mais: Exportações diminuem estoques de açúcar na Índia

Entraves produtivos indianos:

Clima

O segundo maior produtor de cana-de-açúcar do mundo e terceiro maior exportador de açúcar enfrenta em todo país sérios problemas climáticos. As secas pressionam as principais regiões canavieiras e o abastecimento de cana-de-açúcar tem sido irregular desde o início da safra passada.

Baixos investimentos

A maior parte das unidades industriais indianas possui elevado custo de manutenção devido ao baixo investimento em renovação. Algumas necessitam paralisações constantes para assegurar a continuidade da produção. Estes entraves diminuem o aproveitamento da cana-de-açúcar e consequente rendimento industrial.

X