Usinas de cana do Rio retomam investimento em área plantada

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
A estiagem reduz e alivia as usinas de cana-de-açúcar do Rio de Janeiro. Na região do município de Campos, onde ficam três unidades processadoras, foram registrados 900 milímetros em 2016, contra 814 em 2015 e apenas 560 milímetros em 2014.
Diante a redução da estiagem, os empresários de usinas e produtores de cana retomam investimentos em plantio, avalia a Associação Fluminense dos Plantadores de Cana (Asflucan).
O investimento em áreas canavieiras refletirá em maior produção a partir da safra 2018/19. Na temporada em andamento, a previsão é de moagem menor porque não houve plantio por conta da estiagem.
A previsão é de que a safra 17/18 chegue a uma moagem pouco menor a da 16/17, que ficou em 1,4 milhão de toneladas de cana-de-açúcar. A quebra estimada é de 15% ante a temporada anterior.
Já a produção de açúcar é de 1 milhão de sacas de açúcar e 20 milhões de litros de etanol.
Evento 
Em 21/09 próximo, o setor sucroenergético fluminense será foco do RioAgro Cana. Realizado na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) pelo Sindicato da Indústria Sucroenergética do Estado do Rio (Siserj), o evento, conforme o presidente da entidade, Frederico Paes, é a resposta do setor para o desafio da retomada e a expansão da produção em curto prazo.
Paes também comanda a Usina Coagro/Sapucaia.
Segundo Tito Inosoja, presidente da Associação Fluminense dos Plantadores de Cana (Asflucan), o RioAgro Cana mostra a capacidade do setor de se organizar e se reestruturar.
O evento em tem a organização das empresas Fatore e Smartt Midia, com apoio da Folha da Manhã e da InterTV Planície.
Clique aqui para ler mais sobre a RioAgro.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.