Usina salvadorenha investe 60 milhões de dólares para ampliar capacidade de cogeração

Gabriel
Gabriel Sorto Diaz

Em visita ao Brasil, durante a Fenasucro & Agrocana 2016, o chefe da planta salvadorenha Jiboa, Gabriel Sorto Díaz, conversou com o Portal JornalCana e explicou que sua vinda ao país teve como objetivo conhecer de perto as tecnologias, os preços e a experiência das plantas brasileiras.

A Usina Jiboa fica localizada na cidade de Cantón San Antonio Caminos e está aumentado sua capacidade de cogeração a partir de biomassa, um retrofit que permitirá que planta opere com capacidade de 35MW. Foram investidos cerca de 60 milhões de dólares nessa ampliação.

Segundo Díaz, a cogeração de energia elétrica está bem estabelecida em El Salvador, todas as plantas estão investindo nisso. A Usina Jiboia produz 92 mil toneladas métricas de açúcar.

El Salvador é o segundo maior produtor e exportador de açúcar na América Central e há muitos anos esta em primeiro lugar em eficiência industrial, com os rendimentos mais elevados da América Central na extração de açúcar por tonelada de cana processada (em média 115kg/ton).

A indústria açucareira do país é composta de 7.000 produtores de cana e seis usinas. A maioria dos produtores são membros de cooperativas de reforma agrária e os restantes são produtores independentes.

Nos últimos 15 anos, a indústria cresceu em 35% na produção de cana-de-açúcar, 37% na produção de açúcar e 54% na exportação desse produto.

Números da unidade salvadorenha

Cultivo de cana-de-açúcar: 80.000 hectares

Moagem: 6.500,00 toneladas

Rendimento Industrial: 85kg de açúcar por tonelada de cana

Rendimento Agrícola: 10 toneladas de cana

Produção de açúcar: 760.000 toneladas

Cogeração: 425.000 KW

X