Usina revela como pretende obter moagem de 5 milhões de toneladas em 2021

A Usina Da Mata, com unidade produtora localizada em Valparaíso (SP), tem meta de superar moagem de 5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar em 2021.

Na safra vigente, a 2018/19, a Da Mata estima moagem de perto de 4 milhões de toneladas de cana.

Em divulgação em seu website, a Da Mata destaca como pretende chegar à moagem superior a 5 milhões de toneladas em 2021.

“As ações para concretização da meta de expansão são construídas por meio de investimentos arrojados na formação de novos canaviais”, divulga a empresa. “E sobretudo, alicerçado na verticalização da produção, por meio de tratos culturais embasados nas melhores práticas de mercado e em tecnologia de ponta.”

Leia também: 

Gestão da mudança para garantir a sustentabilidade das empresas é tema de palestra de Josias Messias na 200ª Reunião do Gerhai

A Da Mata, conforme a divulgação, destaca que os índices de produtividade dos canaviais (TCH – tonelada de cana por hectare) já atingiram a marca de 76 toneladas, com a manutenção do manejo.

“A meta agora é de 92 toneladas por hectare”, revela o documento.

“Até 2022 a Da Mata almeja cultivar 68.000 hectares de cana própria para obter a moagem de 5 milhões de toneladas”

Fundada em maio de 2006, com a junção dos grupos econômicos AGP Negócios e Participações S/A e Brasif Fundo de Investimento e Participações, a Da Mata opera desde 2008, com atividades de plantio e moagem de cana-de-açúcar, fabricação de açúcar, etanol, levedura e geração de energia

Inicialmente a unidade industrial fabricava apenas etanol e energia. Já em 2009, incrementou a produção de levedura.

O primeiro grande salto na produção ocorreu em 2013, quando o mix de produção foi flexibilizado, com a implantação da fabricação de açúcar.

Projeção para etanol 

Em 2014 a Da Mata produziu aproximadamente 200 milhões de litros de etanol equivalente, atingindo a capacidade produtiva plena.

Neste mesmo exercício, ocorreu o segundo grande salto, com investimentos expressivos em moenda, caldeira e gerador. A capacidade de produção foi dobrada.

“Recentemente foram produzidos 269 milhões de litros de etanol equivalente e, até 2022, a escala de produção ultrapassará 400 milhões”, relata a empresa.

Após uma série de aprendizados e investimentos, a companhia alcançou o ponto de equilíbrio e se prepara para dobrar a capacidade produtiva e diversificar o mix de produção.

Fonte: Usina da Mata

Fonte: Da Mata

X