Usina quer aval de acionistas para não sócio entrar no Conselho

O Conselho de Administração da Usina Santa Clotilde S. A.  pode ter integrante que não é sócio da companhia sucroenergética, com unidade no município de Rio Largo (AL).

A mudança de gestão, entretanto, depende do aval dos acionistas.

O JornalCana apurou que eles irão discutir a proposta em assembleia geral ordinária e extraordinária programada para 17/05 na sede social da Santa Clotilde, em Rio Largo.

A entrada de profissional não sócio no Conselho exigirá alteração dos estatutos social da empresa.

Preferência

Na mesma assembleia, os acionistas irão discutir alteração nos estatutos para regulamentar o exercício do direito de preferência na aquisição de ações no caso de acionistas pessoa jurídica, assim como a hipótese de transferência de ações da Santa Clotilde para pessoa jurídica criada por sócio.

O edital de convocação dos acionistas é assinado pelo presidente do Conselho de Administração da Santa Clotilde, Alberto de Moura Rodrigues Júnior.

 

X