Usina Pindorama investe em logística e agiliza sistema de transporte

A modernização no campo exige das grandes indústrias investimentos. Ao longo dos anos a Cooperativa Pindorama atentou para essa necessidade e iniciou um investimento estratégico na parte de transporte da Usina Pindorama. Estratégico porque na entressafra os veículos tendiam a ficar ociosos. Hoje a cooperativa trabalha com sete caminhões sendo cinco com dupla aptidão e somente dois exclusivos para o carregamento da cana-de-açúcar.

A adoção do novo modelo foi estudada pela cooperativa que visitou propriedades de outros estados. De acordo com o técnico Adeilton Lourenço, o sistema adotado em Pindorama foi baseado no usado pela usina Agrovale, localizado no estado da Bahia. “A única diferença é que os caminhões utilizados lá não são caçambas, mas funcionam na forma de rodízio, bate volta, deixando o pátio da usina livre e com fácil circulação”, explicou o técnico.

O técnico reforçou que com o novo sistema a eficiência da frota chegou a 100% e citou como exemplo o carro pipa, que servia somente para combate incêndio e hoje dá apoio na moagem e serve ainda para fazer alguns carregamentos na entressafra. “Ganhamos tempo e dinheiro. A usina possui três trios de reboques que carregam de 15 a 20 toneladas de cana em cada um. Outra vantagem das caçambas é que elas possuem um peso para equilibrar a carga, facilitando a tração na subida. O que elimina as experiências ruins já acontecidas”, afirmou.

O fiscal de transporte da usina e um dos funcionários mais antigos de Pindorama, Tarciso Faustino, lembra da fila de caminhões que se amontoava no pátio da usina gerando até algumas confusões. “Muita coisa melhorou nos últimos sete anos. Antigamente não tinha reboques e o custo se tornava muito alto. Agora o sistema está moderno. Nos comunicamos por rádio, controlando a saída e entrada de todos, com certeza foi um dos maiores ganhos dos últimos anos”, testemunhou.

Este ano, a Usina Pindorama realizou manutenção de ponta em todos os equipamentos da unidade antes de iniciar a safra 2010/2011, e trabalha com perspectiva de safra recorde. Deve-se esmagar 30% a mais que no ciclo anterior, cerca de 900 mil toneladas de cana-de-açúcar.

As informações são da assessoria de imprensa da Usina Pindorama.

X