Usina Iaco investe no controle biológico da broca da cana

A Usina Iaco Agrícola, em Chapadão do Sul, MS, fechou contratos com dois laboratórios paulistas para o fornecimento semanal, até abril do ano que vem, de 1,2 milhão de vespas (Cotésia flavipes) para controlar a infestação da Broca da Cana-de-Açúcar (Diatraea saccharalis).

O combate biológico à lagarta, que causa danos econômicos ao setor sucroalcooleiro, está sendo feito em 8,5 mil hectares da unidade. A liberação das vespas é calculada a partir do levantamento de pragas feitos nos talhões.

O método usado na usina estabelece a liberação de 12 copos de cotésia (6 mil indivíduos) por hectare quando o índice de infestação atinge 10 brocas hora/homem. Os copos plásticos, com capacidade de 500 vespas cada, voltam para a empresa e são reciclados.

O método de controle biológico, através da liberação de cotésia, diminui a utilização de produtos químicos para o controle de pragas e mantém intactos os outros inimigos naturais que habitam a lavoura de cana-de-açúcar.

X