Usina em recuperação judicial tem prejuízo de R$ 15,8 milhões

imaA companhia sucroenergética Centroálcool S. A., com unidade produtora em Inhumas (GO), registrou prejuízo de R$ 15,8 milhões no exercício encerrado em 31 de dezembro de 2015. O montante é 70% acima do prejuízo de R$ 9,3 milhões registrados no exercício terminado em 31 de dezembro do ano anterior.

A Centroálcool está em regime de recuperação judicial desde 02 de julho de 2014.

Segundo o balanço da companhia sucroenergética, o total de passivo está em R$ 117,9 milhões no exercício encerrado em dezembro passado, contra R$ 124,7 milhões registrados de passivo em 2014.

Já o ativo circulante da Centroálcool é de R$ 51,1 milhões em 31/12/2015, contra R$ 50,7 milhões em 31/12/2014. O ativo total da companhia ficou em R$ 17,8 milhões (em 2015), ante R$ 124,7 milhões (em 2014).

Saiba mais sobre a Centroálcool: 

A companhia sucroenergética Centroálcool tem por objetivo principal a produção industrial de etanol e seus derivados, para fins energéticos ou industriais e, o desenvolvimento de atividades agrícolas, no cultivo de cana-de-açúcar, realizado em terras próprias e de terceiros.

Segundo a diretoria da empresa, o resultado negativo do exercício de 2015 foi em decorrência da permanência do quadro de baixa produtividade da cana-de-açúcar, dos elevados custos operacionais, dos preços altos da matéria prima, isso vem se repetindo em exercícios anteriores.

A estabilidade do quadro negativo de produção e custos não permitiu que a sociedade gerasse resultados para fazer face aos custos de produção e aos gastos administrativos, bem como a geração de resultados para os seus investimentos. “Constantemente esses fatores vêm afetando o setor sucroalcooleiro nacional na sua capacidade de produzir, gerando resultados positivos na atividade”, informa a companhia, que é presidida por Alceu Pereira Lima Neto.

X