Usina do interior paulista entra com pedido de recuperação judicial

A companhia sucroenergética Usina Rio Pardo (URP) entra com pedido de recuperação judicial. O ingresso foi feito com fundamento na Lei nº 11.101/05.

A URP possui unidade produtora no município de Cerqueira César, no interior paulista.

Em comunicado, a diretoria da URP relata que, com a medida, “busca superar as dificuldades que vem assolando o setor sucroalcooleiro, assim viabilizando a continuidade operacional da empresa, mantendo sua atividade econômica, preservando o emprego dos trabalhadores e readequando o passivo à sua capacidade de geração de caixa, com vistas à solução integral da coletividade.”

No mesmo comunicado, divulgado em 11/08, a diretoria da usina do interior paulista destaca que “após o deferimento do processamento da recuperação judicial, a URP terá 60 dias para apresentar o plano de reestruturação dos débitos aos credores e fornecedores, que terão até 120 dias após a apresentação do plano para discutir e aprovar a proposta.”

Motivos do pedido 

Foram vários os motivos que conduziram a URP a essas dificuldades.
Entre eles:
– excesso de açúcar no mercado, o que provocou a queda nos preços do produto;
– inadequada política de controle de preços dos combustíveis colocada em prática pelo governo federal, fazendo com que durante muito tempo o preço do etanol fosse praticado em patamares incompatíveis ao seu custo de produção;
– condições climáticas desfavoráveis que afetaram severamente a safra.
Novos comunicados
“Mantendo a transparência que sempre nos foi peculiar, a Usina Rio Pardo disponibilizará novos comunicados assim que outras informações a respeito desse Pedido de Recuperação Judicial forem acontecendo”, relata a companhia sucroenergética.
A UPR contará com a assessoria jurídica do escritório Thomaz Bastos, Waisbert e Kurzweil Advogados.
Mais sobre a Usina Rio Pardo 
Usina Rio Pardo está instalada no município de Cerqueira César (km 260 da Rodovia Castelo Branco), próximo a cidade de Avaré.
Construído em uma área de aproximadamente 80 hectares, o parque industrial do empreendimento começou a produzir álcool em setembro de 2009 e açúcar em novembro do mesmo ano.
Atualmente, a Usina Rio Pardo cultiva uma área de 19.500 hectares plantados com cana-de-açúcar, com capacidade de produzir, diariamente, 550 mil litros de álcool e 18 mil sacas de açúcar.
X