Usina de cana da Bolívia passa a produzir etanol

O engenho Guabirá, localizado no estado de Santa Cruz, na Bolívia, estreará na produção de etanol anidro a partir deste 2018. A empresa, que tem 61 anos de atividades, já produz tipos diferentes de álcool, mas não para fins combustíveis.

O governo boliviano divulga que o presidente Evo Morales inaugura nos próximos dias a produção de bicombustível na usina de cana-de-açúcar.

Não foi divulgada a produção de etanol pela Guabirá mas, conforme relato do governo, o engenho, que já produz açúcar, agora também produzirá o biocombustível em um favorecimento a mais de 1,5 mil agricultores que cultivam cana-de-açúcar.

A usina de cana Guabirá é uma das cinco implantadas em Santa Cruz. As demais são Aguaí, San Aurélio, La Bélgica e Unagro. A Aguaí produz etanol desde sua implantação.

A entrada da Guabirá na produção de etanol ajuda a consolidar o posicionamento do Governo da Bolívia de incrementar a adição de anidro à gasolina. Essa mistura é autorizada por lei desde 2005.

A produção boliviana de anidro, entretanto, está aquém das necessidades de adição programadas pelo governo. O objetivo oficial é reduzir as emissões de gás carbônico (CO2) no transporte com a redução do uso de combustíveis fósseis.

Com produção local de etanol, o governo também pretende reduzir as importações de combustíveis fósseis como gasolina.

 

 

 

X