USINA DE BIOCOMBUSTÍVEIS – Audiências públicas são canceladas

As audiências públicas que seriam realizadas a partir de ontem, 13, até amanhã, 15, nos municípios de Bonfim, Cantá e Boa Vista, com vistas a discutir o licenciamento ambiental da instalação de uma usina de bicombustível derivada de cana de açúcar na BR 401, foram canceladas por meio de edital.

Segundo nota emitida pela assessoria de comunicação da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Femact), os motivos para o cancelamento foram “operacionais” e, na quarta-feira, o órgão terá “uma posição concreta sobre o andamento do processo”.

As audiências são pré-requisito exigido pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente para a instalação da Indústria. A Biocapital, empresa responsável pelo empreendimento, deve direcionar a audiência explicando e orientando populares a respeito da indústria do biocombustível, procedência da empresa e benefícios para o estado.

Segundo a empresa, a usina deverá ser instalada no quilometro 50, no Município de Bonfim, e o investimento no Estado deve girar em torno de R$ 280 milhões em até seis anos. A Biocapital já vem investindo na implantação de lavouras de cana-de-açúcar e aquisição de terras em Roraima.

A Femact vem já há alguns meses analisando relatório feito na região para avaliação de possíveis impactos ambientais e, segundo o órgão, a princípio, não foi detectado nada que impeça a implantação da indústria.

X