Usina apresenta estudo sobre retornos de investimentos canavieiros

A Usina Guarani irá apresentar de 18 a 22 de junho, durante a Feira Internacional Agrosala, um estudo que comparou os três principais segmentos do agronegócio da região Noroeste do Estado de São Paulo – cana, laranja e pecuária. “A cana-de-açúcar mostrou-se um investimento muito melhor. O capital inicial necessário é quase quatro vezes menor do que o exigido na cultura da laranja e 36% menor do que o na pecuária”, afirma o autor do estudo, o engenheiro e economista, Ricardo Perina.

Perina é professor do Programa de Educação Continuada da ESALQ – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz e consultor da Agricampus Consultoria.

De acordo com a assessoria de imprensa da Guarani, o estudo comprova que em apenas dois anos, a área plantada de cana-de-açúcar aumentou 28,7%, passando de 26.696 hectares em novembro de 2000 para 34.464 hectares em novembro do ano passado. A produção passou de 2 milhões de toneladas para 2,7 milhões de toneladas de cana. Já no mesmo período, a área de pecuária permaneceu a mesma, em torno de 424 mil hectares, e a área destinada à citricultura diminuiu 4,4%, passando 48.272 hectares para 46.156 hectares.

Para elaborar o trabalho, Perina entrevistou durante 40 dias, alguns dos principais produtores de laranja, cana e pecuaristas da região e analisou as condições dos mercados nacional e internacional destes três setores do agronegócio.

A Agrosala acontece em Nova Granada, região de São José do Rio Preto (SP).

X