Unica defende menor preço da gasolina

Com a confirmação do aumento 20% para 25% da adição do álcool à gasolina à partir de 1º junho, o presidente da União da Agroindústria Sucroalcooleira de São Paulo – Unica, Eduardo Pereira de Carvalho, defende que os preços da gasolina devam cair de 2% a 3% nos postos. A adição de álcool à gasolina já era de 25%, mas por problemas de desabastecimento, esse porcentual foi reduzido desde 1º de fevereiro. Dados do setor mostram que os preços do álcool anidro, que é misturado à gasolina, recuaram 26,15% entre 7 de fevereiro e 23 de maio. Os preços do álcool hidratado (combustível) recuaram 21,66%.

O presidente da Unica disse ainda que os canaviais já plantados e as intenções de plantio para o Sul do País indicam a colheita adicional de 40 milhões a 50 milhões de toneladas de cana-de-açúcar em dois anos. Esse volume adicional pode garantir US$ 1 bilhão em receita na exportação e 100 mil empregos diretos no setor.

X