Unica anuncia acordo para aplicação de indicadores Ethos

Um impacto estratégico na história da Responsabilidade Social Empresarial no Brasil. Essa foi a dimensão dada pelo presidente do Instituto Ethos, Ricardo Young, para o lançamento de um convênio inédito com a União da Agroinústria Canavieira de São Paulo (Unica).

Pioneiro no setor do agronegócio brasileiro, o acordo prevê a aplicação dos indicadores Ethos de Responsabilidade Social em 98 usinas localizadas em São José do Rio Preto, Araraquara, Ribeirão Preto e Piracicaba.

Eduardo Pereira de Carvalho, presidente da Unica, lembra que o setor viveu uma expansão constante nos últimos 30 anos. O lançamento do carro à álcool e, décadas mais tarde, dos veículos bicombustíveis foram alguns pontos destacados por ele como cruciais para esse movimento.

Mas fez questão de ressaltar a importância da sustentabilidade ambiental e social, além dos resultados econômicos: “Nós conseguimos reduzir em 70% o custo de produção do álcool e do açúcar, já provamos que o setor é economicamente sustentável. Mas isso não é tudo. Se não formos ambientalmente e socialmente responsáveis, os números não se sustentam”, reforça Eduardo de Carvalho.

O presidente da Unica (ex-secretário de Agricultura do Estado de São Paulo no final da década de 1970) também lembrou que a crise energética, provocada pela escassez do petróleo, faz com que a busca por fontes de energia renováveis se torne cada vez mais necessária e indispensável à sobrevivência do próprio setor.

Ricardo Young, do Instituto Ethos, concorda: “Estamos usando 30% a mais da capacidade do planeta. A corrida hoje é por processos sustentáveis. Mas é justamente na ameaça que surgem novas oportunidades. Algumas usinas de açúcar e álcool estão prestes a atingir a sustentabilidade e isso pode colocar o Brasil na liderança, com grande vantagem competitiva.”

O trabalho do Ethos com a Unica vai começar com a capacitação dos gestores e segue com a aplicação de um questionário de auto-avaliação. O objetivo é fazer um diagnóstico do estágio das usinas em relação aos temas abordados pelos indicadores: Valores, Transparência e Governança; Governo e Sociedade; Meio Ambiente; Consumidores e Clientes; Fornecedores; Comunidade e Público Interno. Para cada um deles há uma série de perguntas específicas.

“Se a agroindústria canavieira conseguir internalizar esses processos, vai mudar a história do agronegócio brasileiro”, reforça o presidente do Instituto Ethos. Com 85% da produção nacional de açúcar e álcool, o Estado de São Paulo é fundamental para que o Brasil saia na frente e garanta a sustentabilidade de um dos setores mais estratégicos para o planeta.

Durante o trabalho que o Instituto Ethos começa a desenvolver com as empresas do setor – e que vem sendo preparado há mais de 2 anos – , o impacto ambiental e a relação com o público interno serão alguns dos aspectos reforçados. No Brasil, a agroindústria da cana-de-açúcar emprega 1 milhão de pessoas. E São Paulo concentra mais de 400 mil do total de trabalhadores da área – 95% deles com carteira assinada. O número representa 40% do emprego rural do Estado. As informações são do Jornal da Tarde.

X