União da produção de alimentos e de biocombustíveis impulsiona segurança alimentar

Além de combater a pobreza, integrar a produção de alimentos e das matérias-primas para a produção de biocombustível é uma das melhores fórmulas para impulsionar a segurança alimentar e energética dos países. Essa é a posição da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) em seu estudo sobre como fazer com que os sistemas integrados de alimentos e energia trabalhem a favor das pessoas e do clima apresentados nesta quinta-feira (17) em sua sede de Roma.

A FAO destacou ainda que a integração da produção de alimentos e de energia contribuiria para reduzir os efeitos da mudança climática.

Alexander Müller, diretor-geral adjunto da FAO para recursos naturais, diz que os sistemas agrícolas que combinam cultivos alimentares e energéticos apresentam vários benefícios para as comunidades rurais pobres.

X