Presidente da Canaplan alerta: ‘sumiram’ 100 milhões de toneladas de cana

Caio, da Canaplan: projeções

Luiz Carlos Corrêa Carvalho, o Caio, presidente da consultoria Canaplan, destaca que ‘sumiram’ 100 milhões de toneladas de cana-de-açúcar apenas na área canavieira dos estados da região Centro-Sul do país.

Segundo Caio, esse ‘sumiço’ reflete as perdas de produtividade agrícola registradas nos últimos anos.

A moagem de cana na safra 2017/18, a ser oficialmente encerrada no fim de abril próximo, deverá ficar abaixo de 600 milhões de toneladas.

Conforme o presidente da Canaplan, o Centro-Sul teria de oferecer 100 milhões de toneladas a mais para moagem não fossem os desinvestimentos nos últimos anos, devido à crise registrada no setor sucroenergético.

A recuperação da produtividade agrícola, segundo Caio, integra as prioridades do setor sucroenergético diante a Política Nacional de Biocombustíveis, conhecida por RenovaBio, e que deverá ampliar o mercado de biocombustíveis, entre eles o etanol.

Conforme o ‘sumiço’ destacado por Caio, é possível ampliar a oferta de etanol pelas unidades sem plantar mais um hectare de cana-de-açúcar.

Caio, que também preside a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), apresentou as informações durante sua participação durante o simpósio Integração da Pesquisa Pública com Cana-de-açúcar no Brasil realizado nesta quinta-feira (15/03) em Ribeirão Preto (SP). O evento é organizado por instituições como a Embrapa e o Programa de Cana do Instituto Agronômico (IAC).

 

X