Três açucareiras concentram empréstimos ao setor nos EUA

Três companhias açucareiras receberam a maior parte dos empréstimos federais norte-americanos, de US$ 1,1 bilhão, feitos a processadores de adoçante neste ano fiscal, de acordo com documentos do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgados pelo Wall Street Journal.

O açúcar está sendo negociado no preço mais baixo em quatro anos no mercado norte-americano, o que gera preocupações entre processadores. Segundo autoridades do USDA, os devedores podem não ter condições de arcar com o pagamento. Até esta quarta-feira, 26, cerca de US$ 644 milhões em empréstimos, a maioria com vencimento em 1º de agosto, permaneciam em aberto.

Os empréstimos foram destinados a 17 processadores. Entretanto, apenas três companhias, Amalgamated Sugar, Michigan Sugar e Western Sugar Cooperative, todas processadoras de açúcar de beterraba, tomaram 55% dos recursos.

Durante os últimos nove anos, o governo emprestou US$ 8,8 bilhões para processadores de açúcar. Em 2012, os empréstimos foram concedidos a uma taxa de juros de 1,125% a 1,25%, dependendo do mês em que foram feitos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Três açucareiras concentram empréstimos ao setor nos EUA

Três companhias açucareiras receberam a maior parte dos empréstimos federais norte-americanos, de US$ 1,1 bilhão, feitos a processadores de adoçante neste ano fiscal, de acordo com documentos do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgados pelo Wall Street Journal.

O açúcar está sendo negociado no preço mais baixo em quatro anos no mercado norte-americano, o que gera preocupações entre processadores. Segundo autoridades do USDA, os devedores podem não ter condições de arcar com o pagamento. Até esta quarta-feira, 26, cerca de US$ 644 milhões em empréstimos, a maioria com vencimento em 1º de agosto, permaneciam em aberto.

Os empréstimos foram destinados a 17 processadores. Entretanto, apenas três companhias, Amalgamated Sugar, Michigan Sugar e Western Sugar Cooperative, todas processadoras de açúcar de beterraba, tomaram 55% dos recursos.

Durante os últimos nove anos, o governo emprestou US$ 8,8 bilhões para processadores de açúcar. Em 2012, os empréstimos foram concedidos a uma taxa de juros de 1,125% a 1,25%, dependendo do mês em que foram feitos. Fonte: Dow Jones Newswires.

X