Trabalhador canavieiro recebe apoio financeiro em Pernambuco

Cadastro para o programa em Pernambuco (Foto: Divulgação)
Cadastro para o programa em Pernambuco (Foto: Divulgação)

30 mil moradores da Zona da Mata, região que concentra a produção sucroenergética do estado de Pernambuco, deverão ser atendidos neste ano pelo Chapéu de Palha. Trata-se de programa do governo estadual que concede quatro parcelas de receberão quatro parcelas de até R$ 246,45 complementares ao valor recebido pelo programa Bolsa Família.

Caso o trabalhador cadastrado prefira indicar uma pessoa do seu núcleo familiar para fazer uma das atividades oferecidas pelo Chapéu de Palha, também deve levar, no momento do cadastro, CPF e comprovante de residência do indicado (original e cópia).

As inscrições do programa estão abertas e na Zona da Mata Norte, cujo prazo foi encerrado em 13/05, o número de inscritos é de 12.806.

O Chapéu de Palha atende os trabalhadores durante o período da entressafra, que em Pernambuco vai em média entre abril a agosto.

Para se cadastrar no Chapéu de Palha, é preciso ter mais de 18 anos, ser trabalhador(a) rural da cana-de-açúcar, cambiteiro, trabalhador do cultivo da cana, bituqueiro ou safrista e no último contrato não ter exercido outra função não atendida pelo programa.

O trabalhador(a) deve ter tido carteira assinada e ter sido demitido(a) no período de 1º de Janeiro de 2013 até 13 de maio de 2016 (Mata Norte) e 1º de Janeiro de 2013 até 27 de maio de 2016 (Mata Sul), além de residir em um dos municípios que compõem o Programa Chapéu de Palha da Cana.

 

 

X