[TOP TEC] Conheça a primeira cana geneticamente modificada do mundo

Novas variedades estão ajudando o setor a se adaptar às mudanças que estão ocorrendo nos canaviais. Boa adaptação à colheita mecanizada, elevado teor de sacarose, resistência a doenças, como a ferrugem alaranjada, são algumas características dos novos materiais, lançados pelos programas de melhoramento genético do país nos últimos anos. Outra novidade que começa a ser disponibilizada para o setor é a cana-energia, com elevado teor de fibra, apropriada para a geração de bioeletricidade e para a produção de etanol celulósico.

A primeira cana-de-açúcar geneticamente modificada aprovada para comercialização no mundo, foi lançada em junho pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC). Após passar por rigorosa avaliação da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) do governo brasileiro, a Cana Bt obteve aprovação para uso comercial pois foi considerada segura sob os aspectos ambiental e de saúde humana e animal.

A variedade CTC 20 Bt tem como característica a resistência à broca da cana (Diatraea saccharalis), principal praga que ameaça a cultura. O gene Bt (Bacillus thuringiensis) é amplamente utilizado na agricultura, há mais de 20 anos, nos principais países produtores do mundo, incluindo o Brasil, em culturas como soja, milho, algodão, entre outras.

Gustavo Leite, presidente do CTC, explica que nos próximos anos o Centro planeja expandir o portfólio de variedades resistentes à broca, adaptadas a cada uma das regiões produtoras do Brasil. Além disso, o CTC também planeja desenvolver variedades resistentes a outros insetos, bem como tolerantes a herbicidas

 

X