Tonelada de cana teve custo médio de R$129,28 na safra 2016/17, avalia Pecege

O custo para a produção de cana-de-açúcar com alta produtividade, ou seja, com maior número de toneladas por hectare, possui estimativa média de R$ 129,28 na safra 2016/17, encerrada neste mês. O valor representa aumento de 0,95% em relação ao ciclo passado, segundo o Pecege.

Os custos no campo continuam liderando a demanda de capital para a produção, representando R$ 89,35 por tonelada, a indústria respondeu por R$27,31/tonelada e a área administrativa por R$ 12,62/t.

A avaliação foi apresentada na Reunião de Safra da Canaplan, que acontece nesta sexta-feira, dia 28 de abril, em Ribeirão Preto (SP).

Baixa produtividade na safra 2017/18

A projeção para esta nova safra é de estagnação da produtividade dos canaviais na região Centro-Sul, segundo Haroldo Torres, pesquisador do Pecege.

O aumento da idade dos canaviais e os baixos investimentos nos manejos culturais são os principais fatores que impactarão na produção da cana-de-açúcar por hectare (TCH) neste ciclo.

Com baixos desempenhos no campo, será inviável esperar do campo algum alívio nas despesas das usinas. “Neste cenário de redução de investimentos agrícolas, a produtividade dos canaviais não ajudará na redução de nossos custos para esta safra”, explica Torres.

Em contrapartida a esta redução no TCH, a qualidade da matéria – mensurada pelos açúcares totais redutores (ATR) aumentará.