Tereos Internacional teve lucro de R$ 65 milhões no 1º trimestre

A companhia sucroalcooleira Tereos Internacional, subsidiária do grupo francês Tereos que controla no país a Guarani, informou ontem que obteve lucro líquido de R$ 65 milhões no primeiro trimestre da safra 2016/17, entre abril e junho deste ano. No mesmo período da temporada passada, a companhia havia registrado um prejuízo de R$ 141 milhões.

O resultado líquido positivo foi reflexo da recuperação de todas as divisões da companhia, que melhoraram o desempenho diante de ganhos de eficiência e do cenário mais favorável de preços. Enquanto o preço do açúcar subiu 30% no trimestre, os do etanol se sustentaram no período diante das chuvas de junho, que limitaram a colheita de cana e a produção do combustível. No Brasil, a Tereos processou no trimestre 17% a mais de cana do que no mesmo período do ano passado por causa do clima mais seco, favorável para as operações, e por causa da melhora de performance operacional.

A receita líquida total da Tereos subiu 26,1% na comparação anual, para R$ 2,459 bilhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado avançou de R$ 123 milhões, conforme reportado, para R$ 368 milhões no último trimestre. A margem Ebitda também melhorou, subindo de 6,3%, para 15%.

A Tereos informou ainda que sua dívida líquida (incluindo partes relacionadas e a consolidação integral da Vertente) em 30 de junho estava em R$ 5,5 bilhões, o que representou um aumento de 3,7% na comparação com a mesma época do ano passado. Na comparação trimestral, houve um aumento de 10% — reflexo, segundo a empresa, da variação sazonal do capital de giro. Em 30 de junho, cerca de 18% da dívida bruta (R$ 5,2 bilhões) era denominada em reais, 64% em dólar e 18% em euro.

Porém, diante da melhora operacional, a relação entre o endividamento líquido e o Ebitda ajustado caiu para 3,9 vezes, ante 4,3 vezes no fim do trimestre anterior.

Fonte: (Valor)

X