Tangará: grupo de SP quer implantar indústria de etanol de batata doce

Um grupo de empresários paulistas estuda a possibilidade de investir aproximadamente R$ 15 milhões em Tangará da Serra com a instalação de uma indústria de fabricação de etanol a base de batata doce, uma distribuidora desse combustível e uma empresa de ácido graxo.

De acordo com o sócio do grupo, Marcelo Mauzoni, os empresários têm a intenção de investir fora de São Paulo e, segundo ele, Tangará da Serra surgiu como o local ideal devido ao clima e capacidade produtora. Ele pontuou que o fato do município já possuir uma produção da batata doce entre os pequenos produtores da região influenciou na decisão.

Ontem, o grupo se reuniu com o prefeito Fábio Junqueira, e com os secretários de Indústria e Comércio, Anílson Franchini, e de Agricultura, Ivo Ferreira. Ainda segundo o empresário, devido as conversas adiantadas, a documentação para implantação das empresas deve ficar pronta nos próximos 30 dias. A prefeitura doará um terreno, avaliado em R$ 500 mil, para o grupo.

“O terreno é extremamente apropriado e bem localizado. Poderemos aproveitar os subprodutos do município, como os provenientes do frigorífico e da algodoeira, por exemplo”, informou o empresário, por assessoria. Aém do etanol, a indústria poderá produzir ração animal e, na área de ácido graxo, serão desenvolvidos biodiesel, a glicerina e outros itens.

Só Notícias

Autor: Karoline Kuhn

X