Sindaçúcar fecha balanço da safra pernambucana

O Sindicato das Indústrias do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar-PE) fechou os números referentes à safra 2002/2003. De acordo com o presidente do Sindaçúcar, Renato Cunha, Pernambuco registrou uma safra de 14,3 milhões de toneladas, volume cerca de 2% superior ao da safra anterior. O rendimento industrial foi 8 quilos a mais que o apontado na safra 2001/2002. O índice na produção e açúcar foi 10,72% superior e o da produção de álcool cresceu 13,72%. O volume total de açúcar produzido no estado foi de 1,2 milhão de toneladas contra 1,099 da safra passada. A produção de álcool saiu de 267 mil metros cúbicos para 303 mil metros cúbicos nesta moagem. O faturamento da safra 2002/2003 foi da ordem de R$ 1,2 bilhão, segundo cálculos do Sindaçúcar. Cunha acredita que a próxima safra (2003/2004) registre uma produção de cerca de 16 milhões de toneladas de cana. A estimativa é que a produção de álcool chegue a 330 mil metros cúbicos e a de açúcar chegue a 1,35 milhão de toneladas.

X