Simulado de incêndio em destilaria testa experiência de bombeiros

Cerca de 100 pessoas, dos quais 20 bombeiros, participaram hoje cedo de simulado de incêndio na destilaria de álcool da Companhia Energética Santa Elisa – Cese, de Sertãozinho, no interior paulista. As instalações foram transformadas em um cenário típico de filme, com cinco viaturas do Corpo de Bombeiros de Ribeirão Preto e mangueiras que jorraram centenas de litros de água captada em caminhões-tanque e por meio dos hidrantes da fábrica de açúcar e de álcool.

O simulado teve o objetivo de testar a experiência não só dos bombeiros, mas também das brigadas internas de segurança da Cese. “É uma forma de aprendermos ainda mais sobre como agir no caso de ocorrências de vulto”, diz o capitão Rubens Delsin, do 1º Sub-Agrupamento de Bombeiros.

Os organizadores definiram pela destilaria pelo seu alto poder de combustão por concentrar a produção de álcool combustível. Das instalações, o líquido inflamável segue para reservatórios situados em anexo. Segundo o capitão do Corpo de Bombeiros, não houve neste ano nenhum registro de incêndios de porte nas fábricas de açúcar e de álcool localizados na região de Ribeirão Preto. “Os incidentes foram devidamente contornados pelas brigadas internas das companhias”, observa.

No evento de hoje, houve 12 “vítimas”, entre feridos leves e “impossibilitados” de se movimentar por conta própria. Ambulâncias de para-médicos da Cese e da concessionária de estradas Vianorte, que atende as rodovias da região, também participaram em auxílio aos funcionários “feridos”.

Segundo a assessoria de imprensa da Cese, o simulado teve importância estratégica para confirmar, por exemplo, até onde as brigadas internas podem agir em caso de incêndios nas torres de destilação. É que a corporação de bombeiros mais próxima fica na cidade de Sertãozinho, localizada a cerca de 15 quilômetros, e leva em média 20 minutos até chegar à planta industrial. Conforme os assessores, as brigadas das fábricas de açúcar situadas na vizinhança também são imediatamente acionadas em caso de incidentes.

X