Simpoeste 2009 começa nesta quinta-feira em Goiânia

O Simpósio Tecnológico do Centro-Oeste Brasileiro (Simpoeste 2009), que acontece dias 12 e 13 de novembro, contará com um amplo ciclo de palestras voltado para os avanços tecnológicos na área industrial de empresas dos setores sucroenergético, alimentício, mineração, entre outras. O evento acontece a partir das 8h30 no Oliveira´s Place Hotel, em Goiânia, GO.

O simpósio, realizado pela Sinatub e pela Hidrodinâmica, com apoio da Fieg, Sifaeg e Clube de Engenharia, mostrará projetos bem sucedidos na implantação de novas usinas, cogeração de energia, eficiência energética e sustentabilidade na região.

No primeiro dia, dois casos de sucesso goiano serão apresentados ao público. A implantação das usinas Boa Vista e São Francisco, em Quirinópolis, interior de Goiás, com todas as novidades de tecnologia dos parques industriais serão desvendadas para os participantes.

No caso da Boa Vista, o gerente industrial da usina do Grupo São Martinho, Fernando Calsoni, vai apresentar o complexo que possui uma área construída de aproximadamente 23 mil m², que se divide entre caldeiras e moendas modernas.

Já sobre a Usina São Francisco, do Grupo USJ, o gerente executivo industrial, José Ieda Neto, apresentará as novidades na produção de etanol e açúcar na unidade e a implantação de uma nova usina, em Cachoeira Dourada, com as mesmas tecnologias modernas da primeira.

No segundo dia, um dos principais temas a serem discutidos será a cogeração de energia, que é um processo simultâneo de energia mecânica e térmica, a partir de uma mesma fonte primária. O processo de cogeração consiste em aproveitar o vapor produzido pela queima da biomassa para movimentar as turbinas e gerar energia.

O tema será debatido pelo engenheiro Humberto Vaz Russi, diretor técnico da Aliança Engenharia, de Jaboticabal, SP. Ele falará sobre as novas tendências e tecnologias empregadas na geração e distribuição de energia elétrica atendendo às legislações ambientais vigentes. O desafio é mostrar como produzir energia, atender ao mercado e às exigências legais.

Em outra palestra, o engenheiro Homero Tadeu de Carvalho Leite, diretor técnico da Proamb Engenharia, falará sobre os impactos da produção da bioeletricidade para o meio ambiente.

X