Shell planeja térmica verde

A Shell e a Essent assinaram um memorando de entendimentos para a realização de estudos de viabilidade com vista à construção de uma térmica de 1.000 MW, com baixa emissão de CO2, na Holanda. O local ainda será definido, mas tudo indica que será no Sudeste do país.

O sistema a ser utilizado gaseifica carvão e biomassa para a produção de gás de síntese, usado para produzir hidrogênio. Esse processo torna mais fácil e barato a captação do CO2, que será armazenado em capos deplecionados. O hidrogênio produzido é usado em turbinas para gerar eletricidade.

O estudo avaliará também quais campos (onshore ou offshore) de petróleo e gás seriam adequados para o armazenamento de CO2. De acordo com a petroleira, a iniciativa contribui para garantir um abastecimento seguro de energia no futuro e ajuda a cumprir metas de emissões.

Além de gerar energia, o gás produzido também poderia ser canalizado, o que reforçaria a flexibilidade da infra-estrutura energética do país, que busca alternativas sustentáveis. O projeto apóia o plano da União Européia de reduzir as emissões de CO2.

X