Setores de álcool, madeira e couro confiam menos na economia brasileira

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) divulgado nesta terça, dia 21, ficou em 52,5 pontos – 5,6 pontos abaixo do apurado em julho e 7,9 pontos menor que o de outubro do ano passado. Dos 27 setores considerados na pesquisa, apenas o de bebidas manteve o índice praticamente igual ao de julho (56,5 para 56,6 pontos). Seis setores registraram índices inferiores a 50 pontos em outubro: álcool, couros, borracha, calçados, papel e celulose e madeira.

De acordo com a CNI, “a queda na confiança da indústria se intensificou com o agravamento da crise financeira internacional”. O boletim informa que “a situação decorre, em parte, do fato de a crise estar afetando com maior intensidade as empresas exportadoras, que vêm enfrentando dificuldades na obtenção de financiamento”. De acordo com a entidade, 80% das grandes empresas são exportadoras, percentual que cai para 23% entre as pequenas.

O Icei é resultado de pesquisa trimestral feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) com cerca de 1,44 mil empresas – 798 pequenas, 433 médias e 212 grandes. O levantamento foi feito entre os dias 30 de setembro e 20 de outubro de 2008.

X