Setor sucroenergético revela talentos

Escondidos nos diversos cantos do país, os talentos da arte de colher cana, produzir açúcar, etanol e energia se revelam também verdadeiros artistas nas horas vagas.

Ezequiel de Castro, o “Aranha” da Usina Iturama, é um artista plástico que faz sua arte através de sucatas da indústria e agrícola, além de pregos, taxinhas e argila. Com o dom da culinária, Maria Cristina de Paula, funcionária aposentada da Usina São Martinho, conseguiu abrir o sonhado restaurante. Erenilton Romeiro, colaborador da Usina Cachoeira, e Amanda Neves, adolescente apoiada pelo Projeto Criança Doce Energia da Cerradinho, encantam com suas músicas.

Rogério Borges, analista fiscal da Usina Ferrari, descobriu o dom de competir de bicicleta. Aos 28 anos, com físico de atleta, foi incentivado e se tornou competidor profissional de ciclismo e montain bike nas horas de folga.

Confira matéria completa na edição 200 do JornalCana, que circulará na Fenasucro 2010.

X