Setor sucroalcooleiro reduz emprego na indústria em SP

O mercado de trabalho na indústria paulista perdeu força em outubro, abatido principalmente pelo setor sucroalcooleiro, segundo dados da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) divulgados nesta quinta-feira.

A indústria paulista gerou 1.500 vagas em outubro, o que significa uma queda com ajuste sazonal de 0,06 por cento sobre setembro, a primeira baixa desde abril.

Sem ajuste, houve alta de 0,07 por cento.

Dos 22 setores pesquisados, 13 reportaram contratações em outubro -contra 18 em setembro-, sete relataram demissões e dois estabilidade do mercado. Os destaques de queda em outubro foram Fabricação de coque, de produtos derivados de petróleo e biocombustíveis, que produz álcool, com recuo de 4,2 por cento, e Bebidas, com queda de 2 por cento.

Em número de vagas, o destaque de baixa foi o setor Produtos Alimentícios, que inclui o açúcar, com o fechamento de 3.369 postos de trabalho, seguido pelo segmento de Fabricação de coque, de produtos derivados de petróleo e biocombustíveis.

Segundo a Fiesp, o setor de açúcar e álcool teve uma contribuição negativa de 0,21 ponto percentual para o índice de emprego do mês, com ajuste sazonal, sendo que os demais setores tiveram contribuição positiva de 0,28 ponto.

Entre janeiro e outubro, o emprego industrial registrou aumento de 8,13 por cento, com a geração de 195.500 novos postos.

X