Setor sucroalcooleiro alavanca emprego industrial

O setor sucroalcooleiro foi o responsável pelo crescimento do emprego industrial em algumas regiões do País, segundo índice divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números do setor são contrários à tendência nacional.

Os indicadores de emprego na indústria permaneceram negativos, em agosto, caindo 0,3% em relação a julho, 1,1% em relação a agosto do ano passado e 1,3% no acumulado do ano. De julho para agosto, o emprego caiu em nove dos 14 locais investigados e em oito dos 18 segmentos pesquisados. Mas, no que se refere às atividades, as que mais elevaram o nível de emprego foram as de vestuário (1,3%), refino de petróleo e produção de álcool (2,1%) e de alimentos e bebidas (0,2%).

Por conta destes segmentos, as regiões Norte e Centro-Oeste e os estados de Pernambuco e Santa Catarina também registram maior emprego. No caso de Pernambuco, houve expressivo crescimento na indústria de alimentos e bebidas (10,6%), que aumentou o número de empregados para o apontamento, fase anterior à moagem da cana-de açúcar. As regiões Norte e Centro-Oeste se destacaram por conta dos segmentos de refino de petróleo e produção de álcool (85,4%) e de alimentos e bebidas (5,7%), seguido por Santa Catarina (3,7%), beneficiado também por alimentos e bebidas (7,6%).

X