Seminário sobre uso da gaseificação no setor sucro-alcooleiro começa amanhã

Os resultados do projeto de Geração de Energia por Biomassa: bagaço de cana-de-açúcar e resíduos (BRA/96/G31) e de aplicações da gaseificação, pirólise e compactação de biomassa no setor sucro-alcooleiro serão mostrados no seminário Alternativas Energéticas a partir da Cana-de-Açúcar, que será realizado hoje (31) e amanhã (1º de setembro), no auditório do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), em Piracicaba (SP). O evento é promovido pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e o CTC.

Durante o evento serão apresentados os últimos avanços tecnológicos na área de energias renováveis do setor sucro-alcooleiro e discutidos temas como o potencial para utilização da palha da cana como combustível adicional ao bagaço; os efeitos agronômicos da palha no campo, e o estado da arte da gaseificação no mundo.

Biomassa

O Projeto BRA/96/G31 consumiu US$ 10,050 milhões na busca de alternativas para aumentar de cinco a seis vezes o potencial de geração de excedentes de energia elétrica nas usinas de açúcar/álcool em relação à tecnologia utilizada atualmente, que é a da queima direta de biomassa. O projeto compõe o Sistema Integrado de Gaseificação de Madeira para Produção de Eletricidade (Sigame) e tem como seus principais executores o MCT, o Pnud, o Centro de Tecnologia Copersucar (CTC) e o Termiska Processer AB (TPS), este último desenvolvedor do sistema de gaseificação atmosférica e da engenharia do sistema, incluindo a integração com turbinas a gás.

Entre os principais resultados obtidos pelo projeto estão: a realização de estimativa do potencial de palha no canavial e da eficiência de recuperação da palha, bem como a identificação das rotas mais promissoras para sua recuperação; desenvolvimento de projeto de equipamentos para complementar as rotas de recuperação da palha e do bagaço, entre outros implementos agrícolas; demonstração da adequação do bagaço e da palha como combustíveis para gaseificação; desenvolvimento de projeto de implantação de uma unidade de gaseificação/turbina a gás (BIG-GT) integrada a uma usina típica; capacitação de mão de obra e avaliação dos impactos agrícolas das operações de recolhimento da palha (produtividade do canavial, pragas e ervas daninhas etc.).

X