Seca, geada e frio limitam safra da região Sul, afirma presidente da Alcoopar

Em decorrência da seca, geada e frio previstos para este ano, a safra da região Centro-Sul não deverá passar de 260 milhões de toneladas, que somadas as aproximadamente 47 milhões de toneladas do Norte-Nordeste, deverão alcançar algo em torno de 307 milhões de toneladas de cana para o Brasil. É o que acredita o Superintendente Administrativo da Alcoopar, José Adriano da Silva Dias.

Silva Dias informa que seu estado, o Paraná, deverá produzir algo em torno de 25 milhões de toneladas de cana, plantadas em área de 315 mil hectares. Embute um crescimento de 8% sobre as 23,1 milhões da safra anterior, anuncia José Adriano da Silva Dias, Superintendente Administrativo da Alcoopar.

O Estado de Minas Gerais deverá produzir cerca de 15 milhões de toneladas de cana nesta safra 2001/2002, o que equivale a um crescimento da ordem de 25% em comparação a safra anterior. É o que garante o presidente da Sindaçúcar de Minas Gerais, Luiz Custódio Cotta Martins. Os números desta safra permitem a antecipar projeção para a próxima safra, cuja produção deve girar em torno de 18 milhões de toneladas de cana.

A região Centro-Sul deverá atingir nesta safra a produção de 272 milhões de toneladas de cana, reafirma Eduardo Pereira de Carvalho, presidente da Unica, entidade que congrega 85% da cana moída do Estado de São Paulo.

X