Seca de 2010 e falta de cana vão atrasar safra 2011/12

Se as expectativas dos especialistas se concretizarem, a safra 2011/12 de cana-de-açúcar deverá começar mais tarde este ano. A falta de chuvas registrada de abril a setembro de 2010 fez com que a cana colhida nos três primeiros meses da safra não voltasse a crescer. Com o brotamento tardio, o volume de matéria-prima previsto para março deste ano poderá ser insuficiente para início da colheita.

Outros agravantes, que levam os especialistas a acreditarem no atraso da safra, ficam por conta do baixo volume de cana que ficou em pé, além da redução da área disponível para corte, pois é esperado um aumento na área de reforma e renovação dos canaviais.

Segundo o analista do setor sucroenergético Bruno Bosz, da Informa Economics FNP, apesar dos problemas climáticos que atingiram o País em 2010, os resultados brasileiros foram positivos. Mas a tendência para 2011/12 é de uma produção menor. “Acredito que a produção da próxima safra será inferior à de 2010, por conta do clima seco que pode persistir. No entanto, podemos igualar a safra”, disse.

Com base nessa expectativa de cenário, os produtores de cana da região Centro-Sul do Brasil já estão se planejando. Os gestores do Departamento Agrícola Jalles Machado, por exemplo, se reuniram com parceiros arrendatários para discutir os resultados da última safra e planejar como enfrentar a próxima, caso se concretize a expectativa de nova estiagem.

Leia matéria completa na Edição 205 do JornalCana.

X