São Martinho amplia moagem de cana em 15,2% com consolidação do controle de usina

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O Grupo São Martinho ampliou em 15,2% a moagem de cana-de-açúcar na safra 2017/18 na comparação com a temporada anterior. No ciclo a ser encerrado oficialmente em março de 2018, a companhia sucroenergética processa 22,206 milhões de toneladas de cana, ante 19,281 milhões de toneladas na 16/17.

Uma das explicações para o aumento da moagem, conforme a diretoria de relações com investidores, reflete a consolidação integral da Usina Boa Vista, de Quirinópolis (GO), que em parte pertencia à Petrobras Biocombustíveis (PBio).

Em meados de 2017 a São Martinho incorporou os 49% então pertencentes à PBio.

Leia também: Lucro líquido da São Martinho recua 23,15%

Outro motivo para o desempenho da 17/18 foi o volume de ATR produzido, que avançou 23,6%. Na temporada em andamento, as usinas da São Martinho totalizam 3,104 milhões de toneladas, ante 2,512 milhões de toneladas na 16/17.

A diretoria de relações com investidores lembra ainda que outra explicação para o resultado foi o crescimento de 7,3% no ATR médio da cana-de-açúcar. Foram obtidos 139,8 quilos por tonelada de cana na 17/18, contra 130,3 quilos por tonelada na 16/17.

Ainda conforme a São Martinho, a safra 17/18 foi marcada por recordes operacionais nas usinas adquiridas pela Companhia, sendo 5 milhões de toneladas de cana de açúcar processadas na Usina Santa Cruz, de Américo Brasiliense (SP), e 439 milhões de litros de etanol produzidos na Usina Boa Vista (89 litros de etanol por tonelada de cana).

“Tais indicadores reforçam o retorno esperado sobre o capital empregado nessas aquisições”, relata Felipe Vicchiato, diretor financeiro da São Martinho.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.