Santa catarina promove I Seminário da Cachaça

Acontece no dia 26 de julho de 2002 o I Seminário da Cachaça de Santa Catarina. O Seminário divulgará as últimas novidades do setor produtivo da cachaça, visando a melhoria da qualidade do produto em Santa Catarina. O evento será proferido por Maria das Vitórias Cavalcanti – Presidente do Programa Brasileiro de Desenvolvimento da Cachaça -PBDAC, que falará sobre o “Mercado atual da Cachaça “.

De acordo com os organizadores, o PBDAC acaba de voltar de uma Missão Internacional onde visitou os mais importantes órgãos de regulamentação e exportação no México e em Barbados, respectivamente produtores de Tequila e de Rum, um passo importante do PBDAC no sentido de se organizar para pleitear o reconhecimento da denominação de origem junto aos órgãos internacionais, especialmente no que se refere à Comunidade Européia e aos E.U.A.

Dados do PBDAC comprovam que o mercado atual de cachaça fechou 2001 com cerca de 1.3 bilhão de litros de produção e consumo. Deste volume, cerca de 11,1 milhão de litros foram exportados; a maior parte para a Europa, especialmente para a Alemanha, que importa cerca de um terço desta exportação. Estima-se que existam mais de 5 mil marcas de cachaça, que contam 30 mil produtores em todo o país, gerando cerca de 400 mil empregos diretos e indiretos.

A cachaça é a primeira bebida destilada mais consumida no Brasil, a terceira no ranking mundial e já é reconhecida como um produto de grande potencial de exportação pelo governo brasileiro, com perspectivas de aumento significativo nos próximos anos, gerando ações e incentivos à exportação. Mais informações: (11) 3846-3802 / 3803.

X