Saiba como aumentar a produtividade da cana em ambientes restritivos

Entre as inovações está a Central de Operações da Irrigação

Localizada numa região que apresenta períodos prolongados de seca – foram 215 dias em 2016 -; distribuição de chuvas concentradas e déficit hídrico histórico de aproximadamente 600 mm/ano; além de ambientes de produção predominantemente em solos rasos tipo E1 e E2 (78%); o grupo Jalles Machado vem apostando na tecnologia para superar os desafios e aumentar a produtividade e qualidade de sua matéria prima.

Joel Soares Alves da Silva, diretor de Operações do Grupo, diz que a resposta vem com o uso de muita tecnologia, dentre as quais se destacam:

  • Classificação dos solos e sistematização das áreas considerando as linhas de plantio, fluxo de águas e curvas de nível
  • Aplicação de herbicida e corretivo em taxa variada
  • Utilização de drones e Vants para Mapeamento de mato-competição (área orgânica), das linhas para colheita, altimetria e imagens em geral
  • Uso de piloto automático (plantio e colheita)
  • Plantio 100% mecanizado com plantadoras automatizadas
  • Produção de mudas pré-brotadas para introdução de novas variedades de cana.
  • Variedades Modernas – Parcerias com IAC, CTC e Ridesa para desenvolvimento de variedades de cana adaptadas às condições de Cerrado.

O diretor afirma que, apesar de requerer altos investimentos, a irrigação é uma questão de sobrevivência para a Jalles Machado, já que suas unidades se localizam numa região de déficit hídrico histórico. Neste sentido, a Usina faz uso de pivôs, autopropelidos (carreteis), gotejamento, barra de luz, fieldnet, tudo controlado por uma Central de Operações da Irrigação e avança desenvolvendo as melhores práticas de manejo e experimentos de irrigação em parceria com a Embrapa.

Mais de 800 km distante dos principais centros de desenvolvimento tecnológico do setor, a Jalles Machado vem obtendo excelentes resultados com o projeto “Ame a Cana”, visando a mudança de cultura, ações preventivas e de orientação para cuidados com o canavial e treinamento que foca no desenvolvimento da equipe.

Joel vai expor detalhes do case bem-sucedido da Jalles Machado no inédito Fórum Usinas de Alta Performance – Agrícola, que acontecerá no dia 23 de agosto, em Sertãozinho, SP, como evento de conteúdo técnico da 25ª edição da Fenasucro & Agrocana, o principal evento técnico/comercial do setor sucroenergético no mundo.

Além da Jalles Machado, o evento apresentará cases de outras usinas que alcançam alta produtividade em cana-de-açúcar, tais como Agrovale, Cerradinho Bio, Guaíra, Ipiranga, entre outras. O Fórum é voltado para acionistas, executivos, gestores e demais profissionais das áreas agrícola e mecanização de usinas e destilarias.

A programação inclui a apresentação e discussão dos seguintes temas:

  • Práticas que sustentam canaviais com produtividade > 100 TCH
  • Cases de alta produtividade em ambientes restritivos
  • Manejo inteligente de pragas
  • Benchmarking em irrigação plena e gotejo subterrâneo
  • Redução significativa do custo de CRM por Tonelada de Cana sem CAPEX

Mais informações:

Fórum Usinas de Alta Performance – Agrícola

Data: 23/08/2017 –14hs as 18hs – Evento técnico da 25ª Fenasucro & Agrocana

Local: Auditório do Centro Empresarial Zanini – Av. Marginal João Olézio Marques, 3563 – Sertãozinho – SP

Inscrições: www.sinatub.com.br

Realização: ProCana Sinatub

Fone: (16) 3512.4300 | Whatsapp: +55 16 99119.5368| E-mail: thais@procana.com.br