Safra da cana

O empresário Luciano Sanches Fernandes, diretor-presidente da Usina Cerradinho, de Catanduva, discorda da projeção de safra da Unica (União da Agroindústria Canavieira de São Paulo), que estima um aumento de 6,54% na safra 2003/2004 em relação à do ano passado. Segundo Fernandes, pelos números demonstrados na região de Catanduva, a safra deverá mesmo ser maior que a anterior, porém, bem menor que a perspectiva da Unica e do próprio governo estadual.

Fernandes argumenta que, transcorridos mais de 80 dias desde o início da moagem, percebeu que a produtividade está 2% abaixo do estimado, por isso faz uma projeção menor do que a apresentada pelo governo estadual, que prevê a moagem de 288 milhões de toneladas de cana durante a safra 2003/2004. “Teremos sim uma oferta maior de açúcar e álcool no mercado, mas não o que está se projetando”, disse.

Projeção

Há cerca de duas semanas a Unica convocou a imprensa para comunicar que devido a condições climáticas favoráveis a entidade decidiu rever as previsões iniciais de safra anunciadas no dia 19 de março. A produção de cana-de-açúcar, segundo esta última projeção, deve ficar em 287,9 milhões de toneladas, 2,1% superior a primeira estimativa de 282,3 milhões de toneladas, e 6,54% acima da safra passada, de 270,3 milhões de toneladas.

X