Safra da cana-de-açúcar força queda no preço do álcool

O preço do álcool hidratado (combustível) caiu 33% nos últimos dois meses nas usinas, enquanto que o do anidro (usado na mistura do álcool na gasolina), sofreu redução de 30% entre abril e maio. Apesar da forte tendência de queda desde o mês de abril, só agora o preço do produto foi reduzido nas bombas.

A queda no preço do álcool é reflexo do aumento da oferta do produto no mercado, em função do início da safra — este ano, devido ao acordo com o governo federal, a safra da cana-de-açúcar foi antecipada para o início de abril. Normalmente, a safra da cana tem início no final de abril ou início de maio.

Dados da Unica (União da Agroindústria Canavieira) revelam que foram produzidos cerca de 400 milhões de litros de álcool no Estado de São Paulo, desde o início da safra até o final de abril, e mais de 700 milhões de litros na região Centro-Sul do País, que compreende, além de São Paulo, os estados do Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

A queda no preço do álcool hidratado foi da ordem de 33% entre abril e maio. Segundo a Udop (Usinas e Destilarias do Oeste Paulista), o preço do produto caiu de R$ 0,83, no dia 07 de abril, para R$ 0,62 no dia 26 de maio, última data disponível para pesquisa no site da entidade.

A tendência de queda teve início no final do mês de abril, quando o preço do produto caiu de R$ 0,82 para R$ 0,79, queda de 3,6%, na semana do dia 28. Desde então, a tendência permanece de queda, com redução significativa registrada entre os dias 12 e 19 de maio, quando o preço do produto caiu de R$ 0,77 para R$ 0,69, o que corresponde a 10,3% de redução em apenas uma semana.

Anidro – Já o preço do álcool anidro caiu 30% entre os meses de abril e maio. O litro do produto custava R$ 1 no dia 7 de abril e, em 26 de maio, passou a custar R$ 0,70, queda de 30%.

A redução mais expressiva ocorreu entre os dias 12 e 19 de maio, quando o litro custava R$ 0,91 e passou a custar R$ 0,81, uma queda de 11% em uma semana.

X