Sabe quanto moeram as três usinas da Odebrecht em Goiás?

ode9.607,8 milhões de toneladas de cana-de-açúcar foi quanto moeram, na safra 2015/16, as unidades Rio Claro, Morro Vermelho e Água Emendada, da Odebrecht Agroindustrial, instaladas no estado de Goiás.

Segundo a assessoria da companhia sucroenergética, a moagem representa aumento de 31,55% em comparação com a cana processada na temporada 14/15.

Com o resultado, o grupo lidera o ranking de moagem do Estado de Goiás, segundo dados do Sifaeg (Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás).

Com a moagem de 9,6 milhões de toneladas de cana, as três unidades produziram  559 milhões de litros de etanol hidratado, 358 milhões de litros de etanol anidro e 682 mil MWh de energia elétrica.

Meta

Para Celso Ferreira, vice-presidente da Odebrecht Agroindustrial, o resultado supera a meta pactuada para a região. “Batemos nosso recorde no Estado”, diz.

 

Resultados das unidades

 

Unidade Rio Claro (Caçu)

Etanol Anidro – m³                                         122.655

Etanol Hidratado – m³                                   173.981

Exportação de Energia Elétrica – MWh        262.948

Moagem – t                                                   3.555.130

 

Unidade Morro Vermelho (Mineiros)

Etanol Anidro – m³                                         115.038

Etanol Hidratado – m³                                   150.445

Exportação de Energia Elétrica – MWh        231.706

Moagem – t                                                   3.241.616

 

Unidade Água Emendada (Perolândia)

Etanol Anidro – m³ (não produz)

Etanol Hidratado – m³                                   235.390

Exportação de Energia Elétrica – MWh        187.422

Moagem – t                                                   2.811.069

 

Sobre a Odebrecht Agroindustrial

A Odebrecht Agroindustrial atua de forma integrada na produção de etanol, açúcar e energia elétrica. Com investimento de mais de R$ 10 bilhões, a empresa tem capacidade de produzir 3 bilhões de litros de etanol, 700 mil toneladas de açúcar e 3,1 mil Gwh/ano de energia elétrica a partir da cana-de-açúcar. Consolida seis polos produtivos, localizados nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

X