Reserva da Usina Coruripe recebe casais do pássaro Bicudo

Foto: Divulgação

O Bicudo volta a cantar na natureza em Minas Gerais. Numa iniciativa inédita, foram soltos nesta terça-feira (27/11)  quatro casais da espécie na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de Porto Cajueiro, da Usina Coruripe, em Januária, no Norte de Minas.

A intenção é restabelecer uma população desses pássaros no estado e tirar a espécie da classificação de “criticamente ameaçada” pelo Ministério do Meio Ambiente.

A captura deste extraordinário pássaro “cantador”, que emite sons semelhantes à flauta, foi tão grande na natureza, a ponto de ser praticamente erradicado em quase toda sua área de distribuição no país.

Área prioritária

A RPPN Porto Cajueiro faz parte do corredor Sertão Veredas-Peruaçu, uma das áreas prioritárias para conservação do Cerrado, e está dentro da área de distribuição original do Bicudo.

Além da Coruripe/Idese fazem parte do Projeto Bicudo o Instituto Ariramba de Conservação da Natureza, a CEPF/IEB, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Clube dos Criadores de Bicudos de Canto do Brasil, Universidade Estadual do Maranhão, Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, Universidade Federal de São Carlos, Angá e Semad/IEF.

X