Relatório diário de açúcar (10/10/2002)

Pontos Altistas

· Redução do teor de açúcar na beterraba nos principais produtores europeus;

· Índice Esalq para o açúcar segue acima dos R$ 31,00/sc;

Pontos Baixistas

· Principais países consumidores de açúcar, como Rússia, Egito, e europeus, estão no início de sua safra, reduzindo sua procura no mercado externo pelo produto;

· Boas condições climáticas no verão devem resultar no aumento da produção européia de 1,6 milhões de tons de açúcar

Análise Técnica – Março

· Médias móveis positivas: 6,95 para a de 5 dias e 6,66 para a de 20 dias;

· Resistências: 7,20; 7,23; 7,35; 7,38

· Suportes: 6,89; 6,75; 6,50

· Fundos: devem estar próximos a 55.000 lotes comprados em futuros e perto de 60.000 lotes comprados em futuros mais opções;

· Pequenos Especuladores: próximos a 47.000 lotes comprados de futuros e próximos a 50.000 lotes comprados em futuros e opções;

Comentários

Um dia de leve queda e baixo volume. Entretanto, mais uma vez a compra de tradings deu suporte. Acima dos sete, produtores foram vendedores junto com locais e isso fez com que as cotações voltassem. A cotação londrina vem sendo mais pressionada pela recente notícia de aumento de safra européia.

A União Européia liberou a exportação de 96.150 toneladas com subsídio máximo de 474,84 euros per ton. A Dinamarca recebeu licença para 3 mil, a França para 52.000, Alemanha para 8.150, Grécia para 3.000 e o Reino Unido para 30.000 toneladas.

Tecnicamente, o mercado parece estar encontrando equilíbrio. Ainda mantém a tendência de alta.

X