Queda do preço do petróleo reduz tarifa de gás natural

gasA queda no preço do petróleo no mercado internacional impactou os reajustes das tarifas de gás natural das principais concessionárias de São Paulo.

A Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) anunciou reajustes nas tarifas da Comgás e da Gás Natural São Paulo Sul, que entrarão em vigor a partir desta terça-feira (31/05/2016). No caso da Comgás, houve redução de mais de 20% nas tarifas para consumidores de grandes volumes do insumo.

As tarifas são compostas pelo preço do gás natural, o custo do transporte e a margem de distribuição das concessionárias, além dos impostos. Quanto maior for o consumo, maior será a participação do preço do gás natural na conta total, o que explica a redução mais expressiva nas tarifas para grandes consumidores.

As tabelas tarifárias completas constam das deliberações ARSESP nº 648 (Comgás) e ARSESP nº 650 (Gás Natural são Paulo Sul).

GasBrasiliano

A Arsep divulgou deliberação que reduz, à partir dessa data – em caráter extraordinário  – as tarifas do gás natural comercializado no noroeste paulista, área de concessão da GasBrasiliano.

As novas tarifas do gás natural para as indústrias contarão com uma redução entre 6,6% e 12,2%, dependendo da faixa de consumo. Para os comércios, a redução estará entre 4,5% a 5,9% e para as residências, as tarifas reduzirão entre 3,4% e 5,9%.

Para o Gás Natural Veicular (GNV), reforçando, ainda mais, a sua competitividade frente aos combustíveis líquidos, a redução será de R$ 0,1268  por metro cúbico de gás natural.

“Essa redução tarifária sinaliza o cenário muito positivo no qual o gás natural se encontra, consolidando o mercado e reforçando as potencialidades deste combustível reconhecido por ser altamente eficiente, limpo e econômico”, afirma o Diretor Técnico Comercial da GasBrasiliano, José Waldir Ferrari, em relato distribuído à imprensa.

 

A concessionária da distribuição de gás natural na região noroeste do Estado de São Paulo está presente com sua rede de gás canalizado em 30 municípios e atende, ainda, outros cinco municípios com gás natural comprimido (GNC).

Entre os principais municípios atendidos estão Araçatuba, Araraquara, Bauru, Marília, Ribeirão Preto e São Carlos, somando mais de 17 mil clientes que consomem, em média, 760 mil m³ de gás natural por dia, por uma rede com 946 km de extensão.

X